Incorporação de 2-chalcona em sistemas lipídicos nanoestruturados: composição e uso no tratamento da paracoccidioidomicose

>Descrição

Esta nova tecnologia descreve o processo de obtenção de um sistema nanoestruturado lipídico incorporando a 2-hidroxichalcona e o uso do mesmo como antifúngico, preferencialmente no tratamento da Pbmicose (PCM).

 

>Problema
A PCM é uma doença de grande importância para a América Latina devido a sua frequência, gravidade de algumas de suas formas e as taxas de mortalidade. A infecção humana ocorre principalmente pelo sistema respiratório por meio da inalação da forma infectante do fungo Paracoccidiodes brasiliensis. O tratamento para PCM inclui antibióticos e quimioterápicos de origem sintética, sendo a Anfotericina B o antifúngico mais utilizado. Porém, sua toxicidade traz problemas para os rins e também pode causar anemia por atuar diretamente na medula óssea. Esta nova tecnologia apresenta-se então como uma nova abordagem no tratamento da PCM sem apresentar os problemas existentes pelos tratamentos atuais.

 

>Benefícios
Esta nova tecnologia mostra-se uma excelente substância antifúngica, sem toxicidade e com alto índice de seletividade, 30 vezes maior e mais segura do que os fármacos utilizados atualmente no tratamento da PCM.

 

>PDF

http://unesp.technologypublisher.com/files/sites/14auin006---chalcona.pdf

http://unesp.technologypublisher.com/files/sites/14auin006---chalcona---english-version.pdf

 

 

Informação da Patente:
Categoria(s):
Saúde Humana
Informações, Contactar:
Agência UNESP de Inovação
Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Unesp
auin@unesp.br
Inventores:
Maria José Soares Mendes Giannini
Kaila Petronila Medina Alarcón
Luiz Antonio Dutra
Janaína de Cássia Orlandi Sardi
Patrícia Bento da Silva
Ana Marisa Fusco Almeida
Luis Octavio Regasini
Marlus Chorilli
Vanderlan da Silva Bolzani
Dulce Helena Siqueira Silva
Palavra-chave: