Aroeira incorporada em sistema lipídico nanoestruturado com atividade antimicrobiana

>Descrição

Esta nova tecnologia descreve um sistema lipídico nanoestruturado a base de extrato hidroalcoólico de folhas de Astronium urundeuva, para uso no tratamento antimicrobiano, mais especificamente no tratamento de candidíase vulvovaginal.

 

>Problema Doenças infecciosas são causadas por microrganismos patogênicos ou oportunistas que podem ser transmitidos direta ou indiretamente de uma pessoa para outra. Os antimicrobianos são utilizados no tratamento dessas doenças e podem ser compostos naturais ou sintéticos capazes de inibir ou causar a morte de fungos ou bactérias.Os antimicrobianos sintéticos apresentam limitações, como o desencadeamento de efeitos colaterais e alto grau de resistência adquirida, sendo este último relacionado com o uso excessivo e irracional de antimicrobianos. Diante disso, a investigação de produtos naturais com atividade antimicrobiana vem crescendo cada vez mais, sendo esta nova tecnologia um destes novos produtos, um sistema lipídico nanoestruturado, compreendendo extrato hidroalcoólico de folhas de Astronium urundeuva para tratamento antimicrobiano.

 

>Benefícios Esta nova tecnologia é capaz de potencializar a ação do extrato da aroeira, reduzindo a dose necessária e os efeitos colaterais e melhorando sua atividade biológica. Além disso, o uso das folhas e cascas dessa espécie vegetal apresenta uma alternativa sustentável, viável e acessível para tratamento antimicrobiano.

 

>PDF

http://unesp.technologypublisher.com/files/sites/15auin001---urundeuva.pdf

 

Informação da Patente:
Categoria(s):
Saúde Humana
Informações, Contactar:
Agência UNESP de Inovação
Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Unesp
auin@unesp.br
Inventores:
Bruna Vidal Bonifácio
Patrícia Bento da Silva
Matheus A. dos Santos Ramos
Leonardo Perez de Souza
Wagner Vilegas
Taís Maria Bauab
Marlus Chorilli
Palavra-chave:
Biodiversidade e Recursos Naturais
Farmacologia
Química
Saúde Humana