Processo para maximização de produção de anticorpos monoclonais

>Descrição

A presente tecnologia tem como objetivo otimizar a produção de anticorpos monoclonais murinos, os quais têm uso diagnóstico ou terapêutico, por meio de irradiação de LED como um bioestimulador. Esse processo é capaz de aumentar significativamente a secreção de imunoglobinas e potencializar a capacidade produtiva de diversos clones secretores de anticorpos monoclonais.

 

>Problema

Muitos clones produzidos na plataforma de hibridomas murinos produzem anticorpos monoclonais interessantes, mas possuem maquinária celular mais lenta, tornando-se assim clones de baixo índice de proliferação, sendo seu processo não escalonável industrialmente. Esta nova tecnologia apresenta um processo de exposição à luz LED desses clones capaz de otimizar a síntese de imunoglobinas sem alterar significativamente o crescimento celular, trazendo assim melhorias no processo de produção e significativa redução em seus custos já que mais clones estariam disponíveis e exploráveis.

 

>Benefícios

O uso dessa nova tecnologia proporciona o desenvolvimento de novos equipamentos ou a melhoria dos já existentes, para a indústria de biofármacos e promove um aumento na produção de anticorpos monoclonais, levando assim a uma redução do custo do produto final.

 

>PDF
http://unesp.technologypublisher.com/files/sites/15auin005---led-mieloma.pdf

Informação da Patente:
Categoria(s):
Saúde Humana
Informações, Contactar:
Agência UNESP de Inovação
Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Unesp
auin@unesp.br
Inventores:
Josy Campanhã Vicentini d Oliveira
Elenice Deffune
Natalia Mayumi Inada
Marjorie de Assis Golim
Woner Mion
Aparecida V. Gonçalves de Souza
Vanderlei Salvador Bagnato
Palavra-chave:
Biotecnologia
Física
Genética
Saúde Humana