Gel de plaquetas para uso no tratamento de feridas crônicas

>Descrição

A presente tecnologia consiste em um gel de plaquetas enriquecido com sulfadiazina de prata e sulfato de zinco para uso externo no tratamento de úlceras, utilizando as propriedades antimicrobianas da prata e cicatrizantes  do zinco.

 

>Problema
Acidentes causando lesões de pele podem ocasionar um dano grave ao paciente e trazer algumas complicações no reparo da pele quando essas feridas são localizadas em membros que possuem pouca elasticidade ou com escassez de tecidos locais. Segundo dados do Ministério da Saúde e do Instituto Nacional do Seguro Social, cerca de 2,5 % da população brasileira sofrem com feridas crônicas, sendo essa a 14ª causa de afastamentos laborais - essa condição já é vista como uma questão de saúde pública. . A presente tecnologia tem como objetivo melhorar a dinâmica da reparação tecidual pela atuação no metabolismo e na cicatrização do paciente, aliada à atividade antimicrobiana.

 

>Benefícios
Esta tecnologia trará melhorias na vida dos portadores de feridas crônicas, sejam elas crônico-degenerativas ou não, auxiliando em seu tratamento a partir de suas propriedades antimicrobianas e regenerativas. Traria ainda redução nos gastos públicos por se tratar de um método mais econômico e eficiente no tratamento de úlceras.

 

>PDF
http://unesp.technologypublisher.com/files/sites/13auin077---gel-plaquetas.pdf

 

Informação da Patente:
Categoria(s):
Saúde Humana
Informações, Contactar:
Agência UNESP de Inovação
Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Unesp
auin@unesp.br
Inventores:
Rosana Rossi Ferreira
Ari Tiago Faustino de Sousa
Elenice Deffune
Helga Caputo Nunes
Henrique de Souza Vieira
Ana Carolina Picolo Pasian
Palavra-chave:
Biotecnologia
Farmacologia
Química
Saúde Humana