Catalisadores heterogêneos para a produção de biodiesel

>Descrição

Esta nova classe de catalisadores heterogêneos pode ser integrada ao processo de produção de biodiesel, proporcionando que tal produção seja possível por diversas rotas catalíticas.

 

>Problema

O Brasil é o segundo maior produtor mundial de biodiesel, porém muitas dificuldades ainda são encontradas em sua produção, como a impossibilidade do uso de matérias-primas com elevado índice de acidez. Some-se a isso o fato de que os catalisadores homogêneos normalmente utilizados promovem a formação de sabão durante a reação, com consequente uso abundante de água para purificação dos produtos e a corrosão dos reatores. Apesar do Brasil ser o maior produtor mundial de etanol, o metanol ainda é utilizado como solvente na produção do biodiesel.

 

>Benefício

A introdução deste catalisador heterogêneo de estanhossilicato no processo de produção de biodiesel contribui para eliminar os problemas acima descritos e possibilita o uso de matérias-primas diversas, incluindo as de baixo valor de mercado, como óleos e gorduras residuais que apresentam um elevado índice de acidez. Ainda, diferentes rotas catalíticas podem ser empregadas utilizando-se etanol ou metanol como solvente, não há formação de sabão durante a reação e o catalisador pode ser reutilizado (apresentando ótimos valores de conversão), o que proporciona redução nos custos do processo de produção e do produto final.

 

>PDF 

http://unesp.technologypublisher.com/files/sites/15auin003---catalisador-estanhossilicato.pdf

 

Informação da Patente:
Categoria(s):
Novos Materiais
Informações, Contactar:
Agência UNESP de Inovação
Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Unesp
auin@unesp.br
Inventores:
José Geraldo Nery
Danilo Antonio da Silva
Palavra-chave:
Energia
Engenharia Química
Novos Materiais
Química