Modelo cirúrgico de síntese para práticas em Medicina Veterinária

>Descrição

“Características anatômicas bem definidas, baixo custo, prático e destinado a atender a demanda da Medicina Veterinária.”

 

Descrição: A tecnologia compreende um modelo cirúrgico para treinamento de síntese cirúrgica, ou Modelo Cirúrgico de Síntese (MCS). Composto de EVA, poliuretano e corino, o MCS permite que cirurgiões pratiquem no mesmo a técnica de síntese cirúrgica. O modelo já está desenvolvido e foi utilizado em aulas práticas de medicina, apresentando aceitação de 95% dos alunos.

 

Problema: A prática da vivissecção como ferramenta no processo de ensino tem mobilizado mundialmente professores, alunos, entidades protetoras dos animais e, também, empresas empenhadas na elaboração e produção de métodos alternativos (modelos cirúrgicos). Os métodos alternativos para síntese cirúrgica disponíveis atualmente no Brasil são fabricados para atender os cursos da área da saúde como a farmácia, medicina, odontologia, ente outros. Além de possuírem características peculiares inerentes a esses cursos, os métodos são onerosos. Os métodos alternativos de síntese que foram fabricaram para a medicina veterinária não representavam os planos anatômicos bem definidos e deixam muito a desejar durante o treinamento com os alunos.

 

Solução Proposta: Há uma clara demanda por um método alternativo para prática de síntese cirúrgica. A presente tecnologia propõe um modelo com características anatômicas bem definidas, de custo baixo, prático e que atende a demanda da medicina veterinária.

 

Benefícios:

- Matéria-prima de fácil acesso e baixo custo;

- Opção à vivissecção, que é um problema mundial;

- Aceitação de 95% dos alunos;

- Adequado às especificidades da Medicina Veterinária;

- Desenvolvido com base na anatomia de animais domésticos, que são objetos de estudo de alunos da disciplina de técnica cirúrgica veterinária.

 

Oportunidade de Mercado: O MCS vem para substituir o uso de animais vivos nas aulas práticas. O custo de produção do MCS é muito baixo quando comparado aos outros métodos alternativos de síntese disponíveis para os cursos área da saúde. A produção desse modelo irá atender um mercado carente que não dispõe de modelos que atendam as necessidades da medicina veterinária.

 

Estágio de Desenvolvimento: Dispositivo já desenvolvido, testado e aprovado por 95% dos usuários.

 

Informação da Patente:
Categoria(s):
Veterinária
Informações, Contactar:
Agência UNESP de Inovação
Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Unesp
auin@unesp.br
Inventores:
Silvio Henrique de Freitas
Andrigo Barboza de Nardi
Bruno Watanabe Minto
Renata Gebara Sampaio Dória
Palavra-chave:
Desenho Industrial
Veterinária