Teste diagnóstico para albinismo oculocutâneo em búfalos

>Descrição

“Técnica de genética molecular permite eliminar o albinismo do rebanho, garantindo a saúde dos animais e aumentando a produtividade do negócio.”

 

Descrição: A tecnologia consiste de um teste diagnóstico que possibilita identificar uma mutação genética específica em búfalos. Esta mutação, se presente, pode causar o albinismo oculocutâneo nos filhotes do animal, enfermidade que afeta negativamente a criação de búfalos. O teste foi desenvolvido com base em técnicas de genética molecular, já contém um kit de diagnóstico desenvolvido e foi testado em ensaios clínicos, apresentando resultados positivos e confiáveis.

 

Problema: O albinismo oculocutâneo é uma enfermidade hereditária que causa ausência total ou parcial de melanina nos pêlos, pele e olhos de búfalos e outros animais. Os animais afetados apresentam fotofobia, erupções na pele devido a queima pelos raios solares e carcinoma cutâneo sem possibilidade de tratamento. A sensibilidade ao sol impede que os animais saiam para se alimentar com a frequência necessária, prejudicando a saúde e diminuindo a produção do rebanho.

 

Solução Proposta: Foi desenvolvido um teste que identifica rápida e precisamente se os animais apresentam a mutação que pode gerar filhotes com a doença. O teste é realizado a partir de amostras de sangue ou pêlo dos animais e fornece como resultado um mapa completo do rebanho, orientando o produtor no momento de preparar o acasalamento dos animais. Com as informações genéticas dos animais é possível tornar o rebanho 100% livre do albinismo oculocutâneo, o que deve agregar valor ao produto além de manter os níveis de produção no patamar desejado.

 

Benefícios:

- Controle genético dos animais

- Possilidade de eliminar o albinismo do rebanho

- Aumento de produtividade

- Teste rápido e eficiente

- Maior valor agregado ao produto

 

Oportunidade de Mercado: O teste diagnóstico pode ser comercializado para empresas de diagnósticos genéticos em animais, que por sua vez oferecem o serviço aos criadores de búfalos. Não foram identificados concorrentes no mercado, isto é, testes que ofereçam resultados ou possibilidades de manejo semelhantes, o que garante que o produto terá um nicho de mercado inexplorado para atuar. Não foi possível estimar o prejuízo causado pelo albinismo em criações de búfalos. Nos últimos 40 anos, o rebanho bubalino mundial aumentou em 91%, crescimento cinco vezes maior que o bovino.

Informação da Patente:
Categoria(s):
Veterinária
Informações, Contactar:
Agência UNESP de Inovação
Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Unesp
auin@unesp.br
Inventores:
Alexandre Secorun Borges
José Paes de Oliveira
Palavra-chave:
Biotecnologia
Genética
Veterinária